Carlos Amadeu, ex-treinador da seleção brasileira sub-17 e sub-20, morreu no último domingo (15), na sua casa, em Riad, na Arábia Saudita, de parada cardíaca. Amadeu comandava atualmente o time B do Al Hilal por indicação do técnico Péricles Chamusca, com a missão de desenvolver os talentos de um dos principais times da Ásia.

Aos 55 anos, o treinador brasileiro estava na Arábia Saudita desde agosto.

Natural de Salvador, Amadeu teve passagens por Vitória e Bahia onde foi revelado como jogador. Ex-lateral-esquerdo criado nas categorias de base do clube, subiu ao time principal aos 19 anos sendo campeão baiano em 1984 e campeão brasileiro em 1988.

Teve que aposentar aos 23 anos por conta de uma fratura exposta no antebraço, que lhe custou três cirurgias. Também atuou pelo Galícia.

Ele também passou, como técnico, na base do próprio Bahia, comandando os times sub-17 e sub-20 entre 2015 e 2017. Amadeu também chegou a assumir o time profissional do Bahia interinamente na temporada 2005.

O bom trabalho o levou a comandar a base da seleção brasileira, por onde ficou entre 2015 e 2019. Entre as conquistas com a camisa verde e amarela está o título do Sul-Americano com o time sub-17, em 2017. Ele deixou a Seleção no início da temporada passada após não conseguir bom desempenho na mesma competição com a equipe sub-20 e deixar escapar a vaga no Mundial.

Além de trabalhar clubes profissionais, Amadeu também foi professor de educação física em diversos colégios da capital baiana, a exemplo de São Paulo, Diplomata, Integral e Villa. 

O Sitrefesp, enlutado, lamenta o falecimento do Professor Carlos Amadeu e presta os pêsames aos familiares e amigos rogando a deus pai todo poderoso que em sua imensa sabedoria e compaixão o receba de braços abertos no reio do céu.

Foto: Carlos Amadeu – Crédito: Rafael Ribeiro / CBF

Compartilhe
WhatsApp Chat
Enviar

LOCALIZAÇÃO

Rua Solimões, 456 – Barra Funda
São Paulo – 01138-020

ATENDIMENTO

sitrefesp@sitrefesp.org

11 3392-5200 / 3392-5015
11 98432-4738