Sócio de número 1815 do Sitrefesp (Sindicato dos Treinadores Profissionais do Estado de São Paulo), Mazola Jr (foto) faz hoje parte da diretoria e entende a importância de se fortalecer a classe para reverter a situação do futebol brasileiro como um todo. Para ele, o treinador, nos moldes das gestões nacionais, é um carregador de piano.

“Querem comparar o Mourinho (técnico do Tottenham) com os brasileiros. Em nenhum país do mundo o treinador precisa ter tantas vertentes, disciplinar e interdisciplinar” – diz Mazola.

O treinador ressalta ainda a crítica que se faz quando um jogador é vendido para o mercado europeu. Segundo ele, é contraditório pensar que aqui os profissionais não são capacitados e ver tanto clube do velho continente atrás desses atletas.

“Se quem forma esses jogadores somos nós, porque criticam” – questiona o treinador que acrescenta: “As pessoas insistem em dizer que o atleta vai pra Europa para aprender e isso é uma mentira. Ele vai pra lá ser profissional, é uma grande diferença”.

Para Mazola Jr, as pessoas não sabem o mal que fazem ao futebol quando criticam o treinador brasileiro.

“Nada vai evoluir para a organização europeia se não der responsabilidade civil e tributária aos dirigentes e se não aprovar a lei Caio Júnior para os treinadores”.

Para reverter toda a situação, Mazola Jr aposta na união de classe para fortalecimento de ideias.

“Um grande treinador brasileiro, com passagem pela seleção, me disse que até alguns anos atrás os próprios técnicos eram egoístas e nunca pensavam como classe. Com a obrigatoriedade do curso da CBF Academy tudo mudou e somos mais unidos”.

A capacitação profissional também muda o mercado, já que a concorrência credenciada aumenta.

“E a lei da oferta e da procura favorece. Era impensável imaginar treinadores campeões dirigindo times na Série B. Eu, que ocupava esse lugar, tive que ir para a C. Em Portugal também acontece isso. Lá são 6 mil associados e 600 profissionais trabalhando fora do país. O que precisamos fazer é recuperar alguns clubes sem calendário e ampliar as séries”.

Foto: Mazola Jr. – Crédito: J. Éder / Rádio Eldorado

Compartilhe
WhatsApp Chat
Enviar

LOCALIZAÇÃO

Rua Solimões, 456 – Barra Funda
São Paulo – 01138-020

ATENDIMENTO

sitrefesp@sitrefesp.org

11 3392-5200 / 3392-5015
11 98432-4738